/SOUGAY

/SOUGAY

Gay. Post por post.

You can scroll the shelf using and keys

Namoro. Começo e fim.

31/05/2010

Eu estava apaixonado. E muito empolgado. Começamos a namorar.

Foram meses muito bons. Nos encontrávamos frequentemente, durante a semana, e nos fins dela. Beijos, carícias, abraços, conversas, risadas. Sexo. Coisas sem preço. Coisas de muito apreço.

A convivência aumentou. O conhecimento recíproco, também. E disso tudo, começaram a brotar as desavenças. Entre uma briga e outra, o momento crucial acabou chegando. E o namoro, chegou ao fim.

Fiquei triste. Muito triste. Sexta-feira, 7 e meia da noite, última aula da semana, sentei à mesa, abri meu computador. Acessei a internet e abri o e-mail. E lá estava a mensagem:

Irônico nosso fim, mesmo. Me lembro da nossa primeira briga, e me lembro como eu chorei, só de pensar em terminar com você, mas dessa vez foi diferente. Não chorei. Fiquei sentido, sim, mas acho que você  já está ”pronto” para enfrentar um outro relacionamento. Achei melhor nós termos terminado pelo computador mesmo. Não aguentaria te ver. Ainda te amo. Mas isso a gente supera. Vou dar um passo importante agora na minha vida, e pena que você não vai estar por perto (…). Cada um com sua neura. Eu soube respeitar a sua e você não fez o mesmo. Você é um cara raro de se encontrar, se cuida e preste atenção com quem vai se relacionar. Boa sorte daqui pra frente.

Cortei algumas partes da mensagem, que eu reputo ser muito digna e bonita, e que me entristeceu de forma profunda. Desfazer um vínculo tão forte e bom, não é fácil, nem indolor. Contudo, foi isso que aconteceu. Começou. Terminou. De forma “virtual”, porém, nos dias de hoje, dependendo do contexto, é até melhor levar um toco por computador.

Reconheço meus erros. Não sei se ele reconhece os dele. Entretanto, aprendi muito com essa relação. Hoje, sinto-me mais confiante e mais… homem. Do fundo do coração, desejo ao meu ex-namorado, nenhum ex-namorado.

Se você também terminou o namoro, fique triste. Você tem o direito de chorar, de comer brigadeiro na panela, de ir ao shopping estourar o cartão, de ir correr no parque, de ir ao cinema, ou de fazer seja lá o que for. Tristeza é algo necessário e inerente ao homem, e negar isso é ir contra à natureza. E, depois de tê-la mastigado, é bom você engolí-la e transformá-la em cocô. Dê a descarga. Vista sua cueca favorita, a sua calça mais transada. E vá ser feliz. De novo.

Advertisements

Nem pense em sair daqui, sem comentar!

Please keep your comments polite and on-topic.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s