/SOUGAY

/SOUGAY

Gay. Post por post.

You can scroll the shelf using and keys

Vida.

15/08/2010 , , , , ,

Qual a razão de nossa existência? Será que Deus existe?

Todos os dias, pessoas nascem e morrem. Isso não é novidade alguma, é só ler o obituário do jornal. No entanto, poucas são as pessoas que percebem que, a cada dia, a mesma pessoa nasce e morre. Você não entendeu? Pois eu explico.

Você se lembra da infância? Da adolescência?  Lembra-se de como era? Agora, compare o “você” de cinco, dez, vinte anos atrás, com o “você” dos dias atuais. Vê alguma diferença? Provavelmente, sim. Pois é, quanta diferença! Nesses anos, a sua personalidade nasceu, morreu e renasceu, milhares de vezes, até se tornar no que você é agora.

Aquela criança afetuosa, sem malícias ou pecados; aquele jovem rebelde, hostil, incompreendido; aquele adulto sóbrio, equilibrado, maduro; e aquele senhor senil, calmo, aliviado e pronto para a vida. Todos esses personagens se fazem e se desfazem gradualmente, a cada dia que passa, até que o ciclo se feche, com a morte derradeira.

E todos nós somos assim: atores que trocam de papéis todos os dias. Essa constatação nos leva a crer que o grande acerto da vida é morrer pior do que o bebê de amanhã, e assim sucessivamente. É enterrar o ímpeto raivoso, egoísta, arrogante, prepotente, autoritário, invejoso, ciumento, guloso; e renascer amigável, generoso, humilde, conciliador, democrático, elogioso, compartilhador, dietético, no dia seguinte. É ter bom gosto na escolha das roupas da cena seguinte.

Uns conseguem tal feito em um dia apenas. Outros, precisam de meses. Mas, infelizmente, a maioria precisa é de uma vida inteira para aprender a morrer e a nascer. O que é preciso, então, para se ter bom gosto para escolher os melhores figurinos?

Para vestir um figurino de bom gosto, é preciso confiar em Deus. Ele é o único que prescinde de roupas para tecer S(s)ua boa imagem.

Posso dizer. A razão da vida é saber morrer, pensando no que se quer ser, no nascer seguinte. E, quanto a Deus, não posso lhe garantir sobre a Sua existência (embora eu tenha certeza de que Ele exista), mas uma coisa é batata: Ele é quem dita as regras na peça teatral chamada “Vida”.

E não perca tempo. Lembre-se: cedo ou tarde, chegará o dia em que não haverá mais a possibilidade de nascer melhor.

Advertisements

Nem pense em sair daqui, sem comentar!

Please keep your comments polite and on-topic.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

comments

Que post bacana, que feliz que foi. Sábio diria!
Comecei a ler teu blog, a uns dias atrás, tô chegando nos dias atuais. Acompanhando…

Celso

28/12/2010