/SOUGAY

/SOUGAY

Gay. Post por post.

You can scroll the shelf using and keys

Tentativas.

22/10/2010 , , , , ,

“Prezado SG,

Agradecemos seu interesse e disponibilidade em participar do processo seletivo para o Programa de Trainees WXYZ.

Informamos que, neste momento, não foi possível sua continuidade no processo em função da diferença entre seu perfil e aquele que a empresa está buscando neste momento.

No entanto, gostaríamos de reforçar que suas qualificações podem ser valorizadas em outras oportunidades e ressaltamos que seu currículo permanecerá em nosso banco de dados, para que você continue recebendo as oportunidades de nossos processos seletivos.

Continue acreditando em você!

Atenciosamente,

Grupo WXYZ.

É. Não foi dessa vez. E odeio eufemismos. Mas enfim.

O processo foi extremamente concorrido. Dos 11 mil inscritos, 6.000 tiveram os seus currículos aprovados. Destes, após as provas online de língua inglesa, conhecimentos gerais e raciocínio lógico, apenas 300 foram selecionados para as dinâmicas. E estes 300 concorreriam a 10 vagas de trainees, em diversas áreas.

Já havia saído da dinâmica com aquele sentimento de que não tinha sido daquela vez. Já pressentia que não tinha ido muito bem. E, de pronto, muito mais agora, descobri o quão ruim é, para mim, esse tipo de processo de seleção.

Embora ficasse já meio triste, também fiquei aliviado. Pude amealhar mais conhecimentos sobre o que exerceria na empresa; pude vislumbrar o estilo de vida, pessoal e profissional, que levaria. E confesso que não fiquei muito empolgado.

Da mesma forma que o meu perfil não se encaixou às pretensões da empresa, percebo também que o perfil da empresa – e da cidade na qual viveria – não se encaixaria ao meu. Não sou extrovertido, expansivo, prolixo. E morar em São Paulo… ainda não consegui quebrar minhas raízes interioranas… Eu acredito que desempenharia bem minha função, mas não sei se na sua plenitude. Evidentemente, há pessoas com prerrogativas bem mais harmônicas com os objetivos da WXYZ. E são essas que merecem ser escolhidas.

Sinto que preciso ganhar mais experiência de vida. E acho que isso também foi algo que prejudicou o meu desempenho. Minha rotina tem se resumido a estudar, apenas. E a ir à academia, ao estágio no Tribunal de Justiça. E só. Nunca saí de casa – do tipo morar fora. Prestei um único vestibular na vida, em 2005. Não lavo as minhas roupas. Não tenho que cozinhar. Nunca fiz intercâmbio…

E ainda preciso repensar o que quero pra minha carreira. É uma discussão muito complexa, da qual falarei mais tarde. No momento, não quero penetrar nessa complicadíssima contenda mental…

Ao menos, posso considerar esse processo seletivo como um plus à minha experiência pessoal, e como um aprendizado. Ele está me ajudando a lidar com o insucesso. E está me ajudando a perceber os meus pontos fracos. É uma pena eu não ter passado. Mesmo. Mas a vida é isso. Um amontoado não hierárquico de vitórias e derrotas.

Melhor ficar triste por não ter conseguido, do que por não ter tentado. Porque a primeira tristeza passa; a segunda, fica pra sempre.

Advertisements

Nem pense em sair daqui, sem comentar!

Please keep your comments polite and on-topic.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

comments

Acabei de sair de uma seleção com esta mesma sensação, mas já havia previsto que não possuo o perfil que eles tanto buscam.
Moro numa cidade grande mas não descarto a hipótese de sair daqui. Espero que não para muito longe pois apesar de ser como sou e que minha família pode não me aceitar ainda assim sou muito ligado a ela.
Sei que estou traçando agora um caminho mais correto e paulatinamente conseguirei tudo o que realmente preciso. Não adianta ter pressa, essas coisas são mesmo demoradas. Também não precisa ir para muito longe para se ter uma experiência autônoma e acredite em mim cidades pequenas são melhores! hahahahaha

Tar

22/10/2010

É verdade, Tar. Prefiro as cidades menores para morar.

E boa sorte nos teus projetos!

Beijão!

SG

24/10/2010

Exato, exato.
Da serie “experiencias que contam”.
vc foi longe no processo, parabéns! e ainda se descobriu no caminho. prêmio!

“continue a nadar, pra achar a solução”

[j]

Joe

24/10/2010