/SOUGAY

/SOUGAY

Gay. Post por post.

You can scroll the shelf using and keys

Umas palavras para você, homofóbico.

21/11/2010 ,

“Homofobia é um direito”.

Dentre as milhares de idiotices que encontro na internet, mormente no twitter, essa superou todas.

Segundo os defensores desse “direito”, o projeto de lei que criminalizaria a homofobia estaria vedando as pessoas de exercerem a faculdade de não gostarem de homossexuais. Estaria mitigando-lhes a liberdade de expressão.

Quanta bobagem!

Essas pessoas, antes de tudo, deveriam é saber o que é um direito: uma faculdade socialmente reconhecida e aprovada, positivada em um dispositivo normativo com eficácia geral, que pode ser pretendida por qualquer um titular desse direito.

E também deveriam saber o que é homofobia: aversão profunda e infundada a homossexuais, que se manifesta em agressões físicas e verbais.

Desde quando agredir moral e fisicamente alguém é um direito? Então, se eu não gostar da sua mãe, porque ela é uma prostituta, e eu xingá-la muito no twitter, estarei exercendo o meu direito de liberdade de expressão; exercendo o meu direito de “putafobia”?

Ah, mas aí vem você e diz: “ser gay é uma aberração, é contra a natureza, e por isso legitima o meu repúdio” Aham, Cláudia. Senta lá. Se amar o próximo, ter sentimentos, ter sofrimentos, ter defeitos, ter capacidades e ter sonhos é ser uma aberração, então, meu caro, você também é uma.

Sua mãe tem todo o direito de querer ganhar dinehiro dando a periquita e o anú preto. Eu tenho todo o direito de exercer minha natural atração física e sentimental por homens. Você tem todo o direito de não gostar de mim. Eu tenho todo o direito de detestar a sua mãe. Mas não é por isso que você poderá me insultar; não é por isso que vou xingar a sua mãe.

O seu direito termina onde começa o meu. O seu repúdio a gays termina onde os meus direitos que me asseguram a dignidade, começam. O meu repúdio à tua mãe termina onde a dignidade dela começa.

Eu posso não querer, no meu íntimo, respeitá-la. Mas é minha obrigação fazer isso. Está na Lei. Todos têm direito à dignidade, à integridade física, à vida. Pois é, meu caro. Pensa que viver em sociedade é fácil? Não é, não. Todo mundo tem uma tarefinha para cumprir. Todo mundo tem que suportar coisas desagradáveis.

E uma delas consiste em respeitar as pessoas, mesmo elas sendo de um jeito que não nos agrada. Embora você não queira me respeitar, vai ter que fazer isso.

Homofobia é crime. A putafobia, também deveria.

Advertisements

Nem pense em sair daqui, sem comentar!

Please keep your comments polite and on-topic.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

comments

Cara, acho que meu destino é casar com um advogado porque acho muito foda quando alguém que sabe o que tá falando abre a boca.

É muito simples quebrar esses argumentos. Eu sempre retruco com a clássica “Então é meu direito não gostar de preto. Afinal, pretos não tem alma”. A pessoa já fica logo temerosa, diz que é diferente. E não, não é. A diferença é que se você disser isso, vai pra cadeia. Se disser isso de um gay, não.

Enfim, belo texto, SG :).

Gui

21/11/2010

Cara, Perfeito… Você disse aquí tudo que eu sempre quis dizer e não não dizia por que não sabia bem como usar meus argumentos. Sua argumentação foi simplesmente perfeita, to de queixo caído até agora!!! Meus parabéns e obrigado por isso…

Um Beijo cara, até o próximo…

Júlio César Vanelis

21/11/2010

Essa lei será o pequeno grande passo para nós! Avante! \o/

Tar

21/11/2010

excelente esclarecimento. pena que a massa torta e burra que declara sua homofobia com orgulho não entende essa definição.

mas ó, o mundo é uma bosta. sempre vai ter tipinhos assim. queria eu que essa cambada pudesse ler seu post, mas né, eles são ingorantes e se recusariam, então… reconheço seu esforço, mesmo assim! bela defesa.

falando em defesa, e os trabalhos finais?! a quantas andam?

[j]

Joe

21/11/2010

Vou defender a minha monografia no início de dezembro. E aquele jurista fodão não vai mais estar na banca! lol
Agora, só as provas finais… e, se Deus quiser, o diploma!

Mas depois começa o sexto ano (cursinho para a OAB e concursos públicos)!

SG

21/11/2010

Oi! Agradecendo e retribuindo a visita.

Sobre o post, belíssima argumentação! Acho que muita gente confunde homofobia… Não entende que se trata justamente da agressão moral e física. Ninguém vai ser obrigado a ter um amigo gay para ser politicamente correto.

Será que é tão difícil a sociedade entender que a gente quer respeito? Que eu vou poder dar um selinho em qualquer lugar sem medo de ser linchado?

Mas, mesmo sendo crime, muitos o cometerão. E imagino até que a polícia não va agir sempre da forma correta nesses casos.

Mas o passado provou que evolução existe, por mais que seja lenta. Que consigamos, portanto, contribuir com ela 😉

Ah, e belo blog. Já está nos favoritos! Meus parabéns!

inconstanteblog

22/11/2010