/SOUGAY

/SOUGAY

Gay. Post por post.

You can scroll the shelf using and keys

Meu tio quarentão solteirão.

02/01/2011 ,

Antes que você pense em alguma besteira, digo logo que este não é um conto erótico.

Já o citei várias vezes aqui no blog. Então, por que não um post inteiro sobre ele? Afinal, gosto de escrever sobre minha família, que, embora não seja perfeita (como todas as famílias do mundo), tem momentos e pessoas inesquecíveis (como todas as famílias do mundo). O post não ficará comprido, prometo. Até porque meu tio tem metade da quilometragem dos meus avôs.

E, na verdade, ele não é quarentão. Aparentemente, é sim. Aliás, parece mais um adolescente, algumas vezes. Veste-se como um rapper (boné de aba reta, bermudas tão largas que renderiam um bom par de velas de barco, camisetas mais largas ainda). Sua mentalidade é bastante jovem, mais até do que a minha. Mas contabiliza 50 anos em sua bagagem.

Não se formou na faculdade. No quarto ano de Direito, largou o curso, arrumou as malas e partiu para o Japão, onde ficou trabalhando por mais de 17 anos. E isso era ótimo! Todo fim de ano, trazia várias lembrancinhas… graças a ele que tive acesso a muitos dispositivos tecnológicos…

Entrou em cada enrascada… certo dia, uma moça ligou na casa do meu avô. Era a ex-namorada dele, que ficara no Japão. Atendi. Avisei meu tio. Ele não quis atender. Respondi, no telefone, que ele não estava. Desliguei. Logo em seguida, o telefone tocou novamente. Mandei meu irmão, na época com uns 04 anos, atender. Ele me olhou com uma cara de bunda murcha, sem saber o que dizer.

“Ela tá falando em japonês!” – meu irmão disse.

“Ah, então diz assim: Moshi Moshi! Ushiri Kussai!

Em bom português: “Alô? Você tem a bunda fedida”.

Nunca mais a moça ligou novamente.

Em outro episódio, entra meu tio super aflito. Depois, chega a sua (vigésima terceira) namorada, mancando. Havia quebrado o pé. Até aí, OK, normal, as pessoas quebram o pé. Perguntamos o que acontecera.

“Bati a caminhonete numa casa. Rachou todo o muro do homem, lá!”

Mais tarde, depois de levarmos a moça para o hospital, ficamos sabendo que meu tio dera o volante para ela, que não sabia dirigir. E aí… ela perdeu o controle da picape e a arremessou contra o muro de uma casa.

Me recordo, ainda, que, quando eu tinha uns 10 anos, e fazia nihon gakkou (aulas de língua japonesa), e quando meu tio estava por aqui, ele quem me levava para casa, em sua possante moto de 750 cilindradas. Muitas vezes, não havia capacete para nós dois. Então, ele me dava o seu e me pedia:

“SG, cobre com a sua pasta a placa da moto… senão eu levo multa!”

Haha. Sempre fui rodeado por excelentes exemplos de ilibadas condutas, inderrogáveis idoneidades e eufêmicas lhanezas.

Em alguns momentos, meu pai se refere à meu tio com um certo desdém (pra mim é inveja). Diz que ele não é estudado, que não tem esposa, não tem filhos, que é muito solitário… sim. Ele não se formou na faculdade. Não quer ter esposa, nem filhos. Mas, vendo tudo o que ele conseguiu conquistar, e vendo seu estilo de vida, vislumbro que o meu futuro não será muito diferente do dele.

Estudado, graças a Deus (e aos meus pais), eu sou.

Mas, do mesmo modo que meu tio, não terei esposa, e nem filhos. E, definitivamente, não me sentiria mal se minha vida parecesse um pouco com a dele: apenas aproveitando o que a vida pode dar. De bom. E de ruim. Mas livre, leve e solto, como um bom arroz parboilizado.

E não precisa nem perguntar se eu, daqui uns 30 anos, gostaria de parecer mais jovem do que diria a minha certidão de nascimento.

Advertisements

Nem pense em sair daqui, sem comentar!

Please keep your comments polite and on-topic.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

comments

kkk, Legal… Não tenho um tio assim, todos eles são casados, tem filhos… Deve ser legal ter um tio assim!!!

Um abraço, SG… Até o próximo

Júlio César Vanelis

21/12/2010

Legal, lendo suas citações sobre seu tio já o imaginava assim, rs! Abraço.

Celso

02/01/2011

Toda família sempre tem um mal exemplo. SEM-PRE ahauahauahau. Eu também tenho um tio porra louca ao extremo, que só me chama pra fazer besteira, ou atentar alguém. É foda hahaha

Um beijo SG!

Lobo

03/01/2011

Admiro qdo as pessoas conseguem levar a vida com bom humor … ser jovem é um estado de espirito … e acho que esta mto relacionado com se sentir feliz … E qto a não ter filhos … eu acho isso relativo … Pode não ter esposa, mas pq nao um esposo … Eu ja tive … e ainda vou ter outro … risos.

BsVox

05/01/2011