/SOUGAY

/SOUGAY

Gay. Post por post.

You can scroll the shelf using and keys

Sou um tremendo idiota.

09/01/2011 , , ,

Tem vezes que eu faço questão de ser um completo idiota.

Pra você entender melhor toda a história, tenho que voltar um pouco no tempo…

Você bem sabe do meu ex-namorado, não é? Pois então. Eu sei que postei posts e mais posts de que tinha encerrado o caso (El Anamorado). Mas… desde que paramos de nos ver, em outubro do ano passado, não consegui tirar o rapaz da minha cabeça (no quesito “amor”, sou tão ingênuo quanto uma adolescente de 15 anos). Por mais que meus amigos me alertassem (o Tar que o diga…), por mais que meus pais me dissessem… eu não tirei o guri da minha cabeça.

Daí, eis que ontem, lá pelas 23 horas, o telefone de casa toca. Adivinha quem era?

Era ele.

Estava me convidando para cair na balada… E o idiota aqui encheu-se de esperança babaca, e aceitou o convite. Gente do céu. Como pode, isso? Fico perplexo do tamanho da minha babaquice, em sentir alguma esperança, levando-se em conta a natureza do convite. Juro. Se eu pudesse, enfiava a cabeça num buraco, que nem um avestruz.

Deu que eu quase morri, quando o vi se atracando com um desconhecido. Que visão horrível. Me pareceu uma diversão masoquista. Fingi que nem ligava. E meu fígado se retorcia aqui dentro.

Depois dos amassos, ele ainda me convida para me juntar à sua nova roda de colegas, em que estavam o cara desconhecido horroroso (Tá. Ele não era horroroso. Mas beijou o meu ex. Então, é horroroso sim) e os amigos desse Shrek baixinho e ladrão de ex-namorados.

Recusei. Me fiz de antipático. E fiquei ali, dançando como um bonecão de Olinda, espalhando antipatia e timidez, com uma cara que, por mais que eu me esforçasse, transparecia aborrecimento. Ou melhor: com uma cara de joelho enrugado.

(abre parênteses) Eu sou muito tímido. Muito tímido MESMO. Não tenho a menor noção de como dançar. Não tenho menor noção de como paquerar, muito menos de abordar alguém. Nem ao menos tenho condições de saber se alguém está olhando para mim por que achou minha roupa cafona, ou se está, de fato, interessado. Quando fico em uma situação desconfortável, eu simplesmente travo. Sou um completo desastre em baladas. Até hoje, fico pensando em como consegui arranjar um namorado tão bonito. (fecha parênteses)

Resolvi ir embora. Fui pagar a conta. E, na fila, um cara um pouquinho gordinho, mas muito fofo, olhos claros, de boné, me aborda e, todo carinhoso, pergunta se eu estava saindo. Depois, segura no meu bíceps e diz, melosamente, “nossa, que bração”, e chama o amigo para ver. Eu dou apenas um sorriso, tentando ser simpático. Digo alguma coisa inócua. E o dispenso. Queria fugir daquele lugar. Voltei para a pista e avisei meu querido ex sobre essa intenção, para não dar na cara (embora inutilmente) que eu estava tão chateado. Ele me acompanhou até a frente da boate. Chamei um táxi. Ele me puxou para um canto, e disse:

“Putz, cara! Precisava ser tão antipático assim com o pessoal? Porque você não veio ficar com a gente?”

“Ah, não sei… eu só não estava afim.”

“Putz, japa. Assim não dá, né? Era só você se juntar a nós, dançar um pouco e conversar com os outros caras! Eles estavam todos solteiros, você poderia ter pegado um deles!”

“Ah! Não tô afim de ficar levando sermão, não!” – e entrei no táxi.

Fechei a porta. Ele se inclinou na janela, e disse:

“Amanhã, eu te ligo”.

Eita frase infame, essa, que me persegue!

Blá blá blá. Você deve estar farto de ficar ouvindo meu “mimimi” de dor de cotovelo. Desculpa.

Eu achava que minha vida estava se ajeitando. Mas o paspalho aqui fez questão de mergulhar na bosta.

Bem feito, SG. Quem manda? Eu te avisei…

Advertisements

Nem pense em sair daqui, sem comentar!

Please keep your comments polite and on-topic.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

comments

Pois é, isso nunca dá certo.

Da próxima, diz que não XD

Beijo SG!

Lobo

09/01/2011

ai gente, vc precisava era de um amigo lá. Eu na verdade. Tinha te feito ficar, e ainda arranjava alguém pra vc beijar. Não pode. Tem que sair por cima.

=D

FOXX

09/01/2011

Tomei coragem! Mas nesse eu tinha que comentar, parece escrito por mim, principalmente o parêntese haha

Cara, nessas horas tem que tentar ser racional antes, pra não cair nessas armadilhas…ou levar um amigo junto né, como falou o Foxx xD

Mateus

09/01/2011

Toda a vez que fui para a balada me senti constrangido de algum jeito. Fico que nem você. Sem saber para onde olhar, e o que fazer. Sorte que não preciso de bebida para me soltar na pista de dança \o/
Acontece que do jeito que você está ainda é muito cedo para ser amigo dele. Tenho um amigo pelo qual fui perdidamente apaixonado. Consegui superar a história depois de um bom tempo e umas viagens longas…
Agora, depende muito do indivíduo sua interação no meio social, pois para uns seria muito normal que você pegasse qualquer solteiro alí e para outros não. Eu discordo deste primeiro argumento pois prefiro muito mais ir para um bom restaurante com meus amigos (nem todos gays) em vez de ir a uma balada e só encontrar desconhecidos cheios de segundas intenções.
Não acho que alguém deva participar de um círculo social somente porque é ou deixa de ser alguma coisa. Eu sou gay, mas não participo de eventos, nem de festas “típicas” e etc. Nem por isso deixo de ser quem sou e muito menos fingir ser outra pessoa. Sou muito bem resolvido nesse ponto.
Cada um funciona de uma forma e por isso que não devemos nos espelhar no que os outros fazem e sim respeitar os nossos limites físicos e emocionais. Um bjão! Tar

Tar

09/01/2011

Por mais que tenha terminado e tudo tenha ficado bem, sei lá, pode até rolar amizade entre ex, mas cada um na sua… E se ainda curtes ele, e não está sendo correspondido a altura é melhor distanciar dele, evitar vê-lo até o dia que tu tenha extrema certeza de que não sente mais nada por ele.
No seu lugar eu agiria idem, não me enturmaria ao grupo, as vzes sou mto antipático tbm, pois é uma antipatia automática…
Quanto a dançar relaxa, afinal tu não estava em nenhum evento de axé nos quais todos tem q acompanhar aquelas coreografias ridiculas, portanto em baladas não tem essa, cada um dança do seu jeito, de sua maneira, seja sorridente na troca de olhares e esteja aberto as consequencias, olhe ao seu redor, pois pode estar sendo ser paquerado e nem tenha percebido…
Forte abraço e por enquanto eu evitaria contato com ele.

Ro Fers

09/01/2011

Caramba que merda essa que seu ex aprontou,,, se fosse eu teria saido do mesmo jeito… Acho que vc deve se afastar um tempo dele, caso nao consiga manter amizade… é perigoso ficar proximo de uma pessoa que a gente gosta e que na verdade só nos quer como amigo. Bom a decisão é sua, mas acredito que pelo visto esse cara só quer sua amizade mesmo!

Abraços e bom domigão pra vc!

Cocada.g

09/01/2011

Ah, pelo que eu lembro dos posts sobre seu ex, você não deveria ter ido mesmo. Se ele estivesse interessado em algo a 2, certamente não o convidaria para uma balada.

Mas, de qq forma, achei ele meio FDP. Sorry… mas ele sabe que vc ainda gosta dele (tá, pouco ou muito? por mais que ele não saiba exatamente, deve saber que algo ainda existe…) e fica com outro na sua frente? Como diz uma amiga, merece um head shot (calma… metaforicamente!).

Mas serve para confirmar uma coisa: enquanto existe algum sentimento amoroso, não dá para manter contato e buscar ter amizade.

Xêrooo!

in.Constante

09/01/2011

Ex não presta. Se prestasse era atual.

Gui

09/01/2011

Bee, toma um porre e se declara pro seu ex. Coisa tão simples de fazer… e ainda economizaria dinheiro, roupas, humor e uma noite de sono… 😉

André

09/01/2011

:O
Te consola dizer que eu agiria da mesma maneira?? :s
Essas coisas são péssimas, e só passam depois de muitos dias… Mas vc deu mole, poedia ter pegado o gordinho… kkkkkkkk

Um abraço rapaz… Até o próximo

Júlio César Vanelis

09/01/2011

Masoquista mesmo! Você não tinha a menor noção que isso podia acontecer? Que chato… força japa, um dia tu esquece o fulano! rs

Celso

13/01/2011

Da próxima vez recusa o convite e diz que está vindo a Salvador me conhecer. Pelo que está escrito nos parênteses desse post, você é minha cara-metade! E como minha sobrinha já é japinha, ficaria tudo em casa rsrs
Gosto do que você escreve. Parece bem sincero.
Abraço!

Sandro

01/02/2011

Fico lisonjeado! E gostaria muito de conhecer Salvador.

Um abraço!

SG

01/02/2011

Essa é uma época boa para banhos de praia, ensaios musicais de verão e paqueras com gente do país e do mundo todo que está enchendo a cidade pelo menos até março.
Meu e-mail você já tem, podemos passar a conversa para lá, se quiser mais dicas ou se tiver realmente interesse de pintar nesse verão. Abraço!

Sandro

01/02/2011