/SOUGAY

/SOUGAY

Gay. Post por post.

You can scroll the shelf using and keys

Eu odeio o Banco do Brasil.

03/03/2011

Se você trabalha no Banco do Brasil, ou tem namorado, marido, parentes ou amigos que trabalhem por lá, então não se sinta ofendido (e peço que nem leia este post). Mas não dá. Eu tenho um ódio profundo por esse banquinho amarelo e azul.

Ô banquinho chimbiquetrefento, esse!!! Os caixas eletrônicos são tão obsoletos que fico a pensar que, em vez de reais, sairão pela boquinha do caixa alguns contos de réis. Isso se não estiverem vazios, ou fora do ar. O atendimento nas agências é péssimo. Melhoraram um pouco, mas, comparando-o com o atendimento de outros bancos (que também nem são lá essas coisas), como o Santander ou o Itaú, o BB é, de longe, o pior de todos. Até sua prima Caixa Econômica Federal é bem mais eficiente.

OK. Não posso generalizar. Não conheço a realidade de outras agências, Brasil afora. Digamos que eu odeio o BB “stricto sensu”, com relação à minha agência.

Enfim. Em 2008, abri uma conta universitária. Levei todos os documentos necessários: comprovante de matrícula, RG, CPF, comprovante de residência… assinei algumas páginas do contrato e recebi alguns esclarecimentos.

“Então, tudo certo, Sr. SG. Daqui a 15 dias, o senhor tem de voltar aqui na agência, para pegar o seu cartão, OK?”

“OK! Obrigado! Até mais!

15 dias depois, retornei à agência. Peguei uma senha e fiquei esperando por 45 minutos. Fui atendido. Recebi um cartão. Nem olhei direito o número dele. Peguei e saí.

Dias após, quando fui usá-lo no caixa eletrônico, percebi que não era o MEU cartão. Em outras palavras, o cartão não era daquela conta universitária que havia aberto, duas semanas antes. Era um cartão de uma conta conjunta que eu tinha com meu tio, em função de que eu administrava suas contas aqui no Brasil, enquanto ele trabalhava no Japão. Enfim. Longa história paralela.

Voltei à agência. Enfrentei uma fila enorme de senhas. E recebi a seguinte alegre notícia:

“Puxa… não pediram a emissão do cartão da sua conta universitária. A conta foi aberta, mas o cartão não foi pedido. Vou fazer isso agora, e, daqui a 15 dias, ele chegará aqui e o senhor poderá vir buscar”.

Pelamordedeus. Como é que alguém faz o procedimento de abertura da conta, e não faz o requerimento para a emissão do cartão? É comprar um carro e não receber as chaves!

Paciência. Esperei 15 dias sem poder movimentar nada. E voltei àquela agência, enfrentei outra fila enorme, para pegar, finalmente, o meu cartão.

Em 2009, resolvi fechar a conta. Meu tio voltara do Japão, e não havia mais razão de existir para a conta, vez que eu a usava, principalmente, para receber remessas do exterior. Fui à agência, saldei os débitos remanescentes e requeri o fechamento. Recebi uma carta, dizendo que a conta seria encerrada, definitivamente, em 30 dias, se não houvesse nenhum débito pendente. Como tinha saldado tudo, fiquei tranquilo…

… até semana passada.

No escaninho da portaria, peguei a cartinha. Abri: “Comunicado Urgente”. Dizia que haviam pendências, e que precisava comparecer ao banco, o mais breve possível, para resolvê-las.

Ontem, então, fui resolver as tais pendências. Não pude antes, em razão da minha viagem à Campo Grande. E olha só o que aconteceu.

A conta tinha sido cancelada. Mas o cartão de crédito, não. “Ué! Mas eu nem usava o crédito! Só usava para débito!” Mas aí, lembrei de uma única ocasião: dezembro de 2008. Mc Donald’s do Shopping Abasto. Buenos Aires. Usei o cartão para pagar um Big Mac. E tinha ido para o crédito.

E, desde então, foram faturadas as anuidades desse bendito Visa. E, como tinha colocado a opção de a fatura ser paga no débito em conta, e como esta tinha sido cancelada, as anuidades foram se acumulando…

E hoje, tenho uma dívida de 67 reais e alguns quebrados. 67 reais por um cartão que nunca usei.

O pior não é nem o dinheiro em si, mas a trabalheira que isso vai dar. Terei de reabrir essa conta, fazer a atualização do débito, depositar a quantia exata e requerer o cancelamento, de novo. Em miúdos: para concretizar o cancelamento que pedi dois anos atrás, terei de reabrir a conta, pagar 67 reais, e, de novo, requerer o fechamento.

E não é assim, vapt-vupt. Tem a burocracia disso tudo no meio.

Isso que dá, presumir as coisas.

Quando se tratar do Banco do Brasil, te aconselho a não menosprezar o que é óbvio. Quando for abrir a conta, confirme com o atendente de que ele realmente pediu a emissão do cartão. E, quando for cancelá-la, certifique-se que o cartão também fora cancelado.

A culpa foi minha? Pode ser. Não devia ter menosprezado o óbvio. Mas, ao Banco do Brasil, não voltarei mais por espontânea vontade.

E nem quero estudar o caso para verificar a possibilidade de buscar um respaldo na justiça. Por conhecimento de causa, sei que propor uma ação é um pepino pra lá de abacaxizado. E, de abacaxis, já estou farto!

Advertisements

Nem pense em sair daqui, sem comentar!

Please keep your comments polite and on-topic.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

comments

Tenho conta no BB e na Caixa, acho o atendimento de todos bancos ruins. No entanto o BB, ao menos pra mim, e o q funciona melhor n sei se pq na minha agencia e so ligar q eles arrumam tudo p mim, preciso nem ir la. Por mais q existe acasioes q da vontade de colocar fogo na agencia. O pior e qdo entra funcionários novos ai sim passa raiva msm.
Imagino a raiva q vc ta passando. Tenta n pensar mto senão acaba c seu carnaval hehe.

Luiz

03/03/2011

eu tbm odeio… onde assina?

Rodrigo

03/03/2011

SG,

Eu acho que eles não podem cobrar a anuidade de um cartão de crédito vinculado a uma conta extinta …
O Banco do Brasil é engraçado … aqui em Brasilia tem uma rede ótima … e uma capilaridade boa … a questão toda é que muitas vezes em outras cidades achei ele muito lotado … Sem querer defender, mas acho que todos os bancos sao ruins …

BsVox

03/03/2011

Medo…pq da facul vou ter q começar a trabalhar com ele!
Bjo!

Jean Borges

04/03/2011

tbm odeio bancos, sem excessão. opto por lhe dar com eles via internet ou pela central de atendimento, que é outra chatice!

Cassio

06/03/2011

Estou fulo o o B.B. (Banco de Bos…). Precisei fazer um depósito identificado, para pagar a taxa de um processo seletivo para o doutorado na UnB, e, ao chegar ao caixa eletrônico, não consegui localizar de imedato a opção no ambiente do novo software que estão utilizando (que, aliás, vive dando defeito nos caixas). Após uma longa navegada no terminal, localizei a dita opção no menu de ‘transferências’ (e não ‘depósito’!), item 14. Tentei fazê-la, recebi uma mensagem de erro, dizendo que o caixa não estava habilitado. Tentei outro caixa e nada! Procurei um atendente do banco, que me informou não ser possível fazer tal operação pelo auto-atendimento. Já havia perdido tempo na fila do caixa, eram 10h ainda (aqui em Bsb, o banco só abre para atendimento externo às 11h…o cúmulo do absurdo, o que dificulta, ainda mais, o acesso do usuário ao banco…pq em outras cidades abre às 10h ou até mais cedo, fechando no mesmo horário?!) e eu precisava voltar ao trabalho…não daria tempo para realizar o depósito naquela hora, deixei para mais tarde (detalhe, havia rodado 30km para chegar ao local e ia ter que rodar mais 30km de volta e repetir o caminho posteriormente, pois não pude fazer a inscrição na UnB). Tentei realizar a operação em outros dois caixas de autoatendimento mais tarde…nada…a informação era a mesma. Tentei uma reclamação na ouvidoria do banco…só me atenderiam se eu possuisse um protocolo do SAC. Liguei no SAC para que me orientassem qto ao procedimento que eu estava realizando…nada tinham a me dizer, a não ser ficar defendendo o banco e dizendo que eu é que estava com os dados errados, pois os caixas sempre estavam em perfeitas condições (!) e que o canal correto para reclamações era a opção ‘4’ do menu no mesmo telefone em que eu havia ligado para o atendimento que estava ocorrendo. Informei que não havia sido me dada opção de menu e que o sistema me direcionara, automaticamente, para ela (a atendente). Ela disse não poder fazer nada por mim. Pedi o protocolo (12177804) e entrei em contato com a ouvidoria, novamente. Teclei a opção de menu, inseri o protocolo e fui informado que o número era inexistente (!). Bem amigos, até o momento não consegui fazer o bendito depósito identificado e, consequentemente, a inscrição no processo seletivo. Vou tentar amanhã, novamente: faltar mais algumas horas de trabalho, ser descontado no final do mês e rezar para que o/a atendente da outra agência à qual me dirigirei seja mais competente um pouquinho só para me explicar porque eu não consigo fazer esse maldito depósito!!!! Já tô achando que esta é a primeira fase da seleção e que é proposital!!! Agora pensem: depois de passar dias escrevendo um projeto, horas organizando a papelada, anos estudando para atingir o nível necessário a um doutorado, sou reprovado na fila do banco, simplesmente, porque alteraram o software dos terminais e eu dei o puta azar de pegar quatro (não um, mas quatro) máquinas com problemas, dois funcionários energúmenos e uma empresa que não tem o mínimo respeito por um correntista com mais de 10 anos de conta no banco!!!! O Brasil é de doer e o pior é que o cidadão não tem onde reclamar com eficiência (liguei no Banco Central e não consegui ser atendido)…a menos, claro, que ele seja alguém completamente à toa na vida e tenha tempo de sobra para perder nas filas do PROCON, dos Ministérios Públicos ou dos Juizados de Pequenas Causas!!!!! Propagandas e promessas de eficiência de nossas agências governamentais e de proteção ao cidadão existem muitas…mas só ficam no papel!!!

Walner

14/07/2011

eu recentemente abri uma conta no banco do brasil uma cinta salario faz 2 meses q tento pegar meu salario nos caixas eletronicos ja fui no banco do brasil 5 veses atras de ativar meu cartao se eu pudesse escolher jamais abriria uma conta nessa merda de banco odeio esses filho da puta q atendem de ma vontade por saberem q nao podem ser demitidos

carla

03/09/2011

RECORRAM AO BANCO CENTRAL (mais um registro contra o B.B.)

Quero registrar que toda (com ênfase no “toda”) vez que necessito utilizar um dos telefones de atendimento do B.B. é um momento de profundo estresse e decepção. Não há uma só vez em que não precise ligar e religar nos números fornecidos a fim de conseguir ser atendido. Quando não é dificuldade com chamadas que sempre dão ‘ocupado’, é com as transferências automáticas da chamada pela secretária eletrônica ou com os atendentes que informam mal ou simplesmente interrompem a ligação quando não sabem ou não querem dar a resposta ou me ouvir. Passemos, então, a um caso concreto ocorrido há dez minutos. Inicialmente liguei no telefone (presente em meu cartão) 4004 0001. Após uma infinidade de opções, consegui chegar àquela que me permite falar com um atendente. Escolhida tal opção, foi-me solicitada uma senha de 4 dígitos, a qual não possuo (qdo inseri minha agência e conta, o sistema já deveria suprimir a necessidade de tal informação, solicitando outra para autenticar-me), assim o atendimento não pode ser continuado. Segui para o site e tentei dois outros telefones: 0800 729001 e 0800 7290722. Após inúmeras tentativas (sempre ocupado ou lançado na insuportável ‘musiquinha’ de espera interminável), consegui falar no primeiro. Ao passar pelas opções, a secretária eletrônica informou-me meu protocolo (14789576), anunciou que me transferiria para o atendente e a ligação foi encerrada. Mais algumas tentativas e consegui falar novamente no primeiro telefone. Novamente passei pelo mesmo processo e obtive o número de protocolo 14785844. Após vários e intermináveis segundos de silêncio (que quase me fizeram desligar o telefone) uma atendente me atendeu. Identifiquei-me (ela não) e mencionei o desejo que realizar uma reclamação e uma solicitação, antes ter minha dúvida solucionada. Ao ouvir isso, a atendentende, sem nenhum aviso, me lançou na ‘musiquinha’ de espera, substituida pelo sinal de chamada logo após, que perdurou por cerca de uns 3 min antes de a ligação ser, desrespeitosamente, encerrada. Assim, após inúmeras tentativas infrutíferas (o que é absurdamente comum, em se tratando de atendimento do B.B.), desisti sem ter minhas demandas atendidas. São demandas, relativamente, simples que, em tese, não necessitariam tramitar pelo Banco Central, onerando seus funcionários com tarefas que deveriam ser rapidamente solucionadas pelo próprio atendimento telefônico do B.B., caso fosse mais eficiente e respeitasse mais seus clientes. Assim, constrangido pela situação imposta, sendo conhecedor da pequenez de tal problema frente a outros que o Banco Central necessita resolver, recorri a eles como último recurso, a fim de que o B.B. assuma suas responsabilidades junto a seus clientes, e é isso que recomendo a todos aqueles que se sentirem mal atendidos por um banco, pois as taxas que pagamos não são pequenas e deveriam garantir um atendimento de excelência.

Walner

06/12/2011

Kkkkkk…só agora percebi que o site é direcionado ao público gay!!! E isso depois de duas incursões por ele…estava tão puto com o Banco que nem me dei conta!…Putz…kkkkk…nada contra, mas não é minha praia, contudo, minhas preferências sexuais pouco importam e sempre que necessário estarei aqui denunciando as improbidades administrativas, seja do que for. Abrs a todos.

Walner

06/12/2011

eu odeio o BANCO DO BRASIL e motivos não faltam ,esate banco não respeita a lei e acha que o senhor supremo do universo é o banco Central e muitas vezes não quer nem acatar nem liminar de juíz ,eu impetrei uma liminar contra este banco e o gerente cumpriu parcialmente,mas agora 6 meses após começou a agir a revelia de uma ordem judicial.ainda bem que existe judiciário no Brasil,pois poderei fazê-los recuar novamente. um bando de canalhas tecnocratas uma máfia que perdoa politico e persegue gente de bem e não faz acordos nem na justiça …

Concordo plenamente, apenas para abrir uma conta poupança tive que ir três vezes nesse banco e ainda não consegui abrir a maldita conta. Horrível de todas as formas, começando que ao entrar você precisa dar satisfação do porque você está lá, ou seja, pra praticamente qualquer ninharia que você for fazer é preciso pegar a ficha. Banco difícil esse, não?!

Juca

26/10/2012

PARAFRASEANDO O EMINENTÍSSIMO GENERAL CHARLES DE GAULLE: ” O BRASIL NÃO É UM PAÍS SÉRIO!”.

alexswandwer

20/04/2015