/SOUGAY

/SOUGAY

Gay. Post por post.

You can scroll the shelf using and keys

Há Exatos 2 Anos: A bolha estourou.

19/11/2012 , ,

Passei meus últimos 22 anos encarcerado.

“Putz… o cara já é grandão e fica aí chorando que  nem um adolescente…” – você poderia pensar.

E com razão.

Eu realmente tenho essa noção de que estou aumentando demais as proporções das coisas, principalmente daquelas que digam respeito a afetos. No entanto, tudo isso é uma reação involuntária minha. Porque, de fato, no campo amoroso, sou tão maduro quanto um adolescente de 15 anos.

Quando tinha 15 anos, nem passava pela cabeça a ideia de ficar ou namorar. Seja com um garoto, muito menos com uma menina. Sabia que não gostava do sexo oposto. E era muito tímido e inseguro, para tentar qualquer coisa com garotos. Nessa idade, era um típico “nerd” no colégio. Alto, magrelo, sempre com a cara enfiada nos livros. No recreio (que saudade dessa palavra), ficava na biblioteca, lendo alguma coisa ou entravando uma discussão política  com meus amigos nerds. E fugia das aulas de educação física. Fugia também das festas e das baladinhas.

Ficava numa bolha.

Aos 16 anos, eu dei meu primeiro passo para melhorar minha “nerdice”. Me matriculei numa academia. Comecei a malhar.  Aos poucos, fui melhorando meu visual, fui ganhando músculos… comecei a melhorar o recheio da camiseta. Mas outra coisa me incomodava tremendamente: espinhas. E continuava dentro da bolha.

Um tormento acabar com elas. Já tentei de tudo: Acnase, Pure Zone, limpeza de pele (como doía!)… até que comecei a tomar Roacutan. Muito trabalhoso esse tratamento, que durou 8 meses. Mas o resultado foi satisfatório. Acnes, nunca mais. Mas a bolha… ainda existia.

Com a cara limpa e um corpo mais ou menos sarado, minha autoestima melhorou bastante. Ainda estou nesse processo de imagem pessoal, mas as coisas estão indo razoavelmente bem. Então, no início deste ano, decidi, de vez, estourar a bolha.

Fui à uma balada gay.

E aí, neste ano, 2010, foi como se tivesse 15 anos de novo. Um adolescente tendo o seu primeiro contato com a pegação. Finalmente deixando a infância inocente para trás. Tudo tem sido novo pra mim, principalmente a dor de cotovelo. Pra você ter uma ideia da minha falta de experiência, eu era BV até o início deste ano.

[pausa dramática]

Você tem ideia do que isso significa? Gente… acho que, na verdade, tenho 12 anos, ao invés de 22.

E aí, em menos de 1 ano, eu deixo de ser BV e também V. Saio do armário. Namoro. Termino. Fico. Reato. “Retermino”. É muita informação para ser processada, em tão pouco tempo, durante um ano atribulado e tenso que tem sido 2010.

Ainda bem que tenho este blog e pessoas ao meu lado. Assim, eu fico menos desesperado, nessa tremenda confusão em que minha vida se tornou, sabendo que não estou sozinho neste mundo redondo (música melancólica ao fundo).

Texto originalmente publicado em 19 de Novembro de 2010.

Advertisements

Nem pense em sair daqui, sem comentar!

Please keep your comments polite and on-topic.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

comments

Você não foi o único nerds na escola que ficava enfurnado nos livros, que era tímido, que parecia um cabideiro ambulante, que demorou anos para ir a uma balada e mais uns anos para tirar o BV. Também fui assim e não me arrependo de ser quem eu sou porque vejo o quanto sou feliz e quantos verdadeiros amigos eu possuo. Afinal de contas, acredito na afinidade entre as pessoas.
Portanto, não se sinta inferior ou menos especial (jamais) só porque preferiu viver a tua vida da tua forma, exceto quando devemos procurar buscar algum aprimoramento, pois isso é que nos faz ser quem realmente somos, a nossa verdadeira identidade pessoal. Pense nisso! Um bjão! Se cuide!

Tar

19/11/2010

(música de suspense) … and the oscar goes to… SG! Congratulations! hahaha

Tar

19/11/2010

Thank you! Thank you! I wasn’t expecting such a prize… and blah blah blah!

SG

19/11/2010

N-O-S-S-A… Seu post foi lindo, sério… Me indentifiquei muito, acho que poderia ser escrito por mim esse post. Também fui à minha primeira balada gay no início desse ano, as únicas diferenças é que ao invés de ter espinhas, eu sou gordinho, e ainda tenho 18 anos… O resto é tudo igual… Tudo que eu não disse no meu ultimo post, você disse aquí no seu… kkkk
Gostei demais cara…

Um beijo, até o próximo post

Júlio César Vanelis

19/11/2010

Brigadão, Júlio! Também me identifico bastante com os seus posts!

Beijão!

SG

20/11/2010

To passado com essa história! Como assim você foi perder o BV com 22? :O

Tenho uma imagem tão diferente de você, embora seu texto tenha me tocado muito. Me lembro quando eu era o último a ser escolhido na EF. Enfim.

Que bom que sua bolha estouro. 🙂

Tem que aproveitar e vir pro rio 😀

Gui

20/11/2010

Pois é! Quase que fico pra titio, aqui em casa!

SG

20/11/2010

Affff Pelo menos vc era escolhido… Eu ficava de fora na EF!

Tar

20/11/2010

Sei que pra você pode ter sido ruim, trágico, etc.
Mas sério, achei muito fofo. 😉

Não tem gente assim no mundo. Você é raridade, exceção!

Beijos, seu lindo.

Daniel

20/11/2010

Gostei do texto, mas sabe de uma coisa que me desconcerta … pra mim, apesar de ter 12 anos OUT, todos os inicios sempre parecem a primeira vez. Temos que ir rompendo e rompendo a bolha. risos. mas acho que depois que começa o movimento as coisas vão ficando mais fáceis.
Sorte ai.

BsVox

21/11/2010

Pois é. Concordo com isso. Realmente, com o tempo e a prática, estourar bolhas vai ficando cada vez mais fácil, mas não menos relevantes!

SG

21/11/2010

nem mesmo preciso falar do quanto me identifico com essa historia de viver hoje os 15 anos, ne?

cara, eu acho assim, e talvez se aplique pro seu caso tambem: 2010 foi um ano turbulento, babaca, cheio de problemas, mas eu amadureci neste ano como nao fazia ha muito tempo. foi um ano de lapidação, entende? sei la, um preparatório pro próximo nivel. to vendo dessa forma, senao fico bitolado com tanta merda. hehehe minha cabeça alcançou niveis de bagunça interna nunca antes explorados.
mas foi tudo pra eu ir me preparando. dias melhores virão. papo de otário, mas vale a pena pensar assim. né?
boa sorte pra gente.

[j]

Joe

21/11/2010

Na minha primeira sessão de terapia eu brinquei que tinha 13 anos… talvez agora eu agora tenho 16, ou como dizia a Cassia Eller “Quem sabe eu ainda sou uma garotinha…” kkk

Mas essa bolha é nossa e é difícil arrebentá-la, sem falar que elas as vezes se regenera… Legal é você ver que tem mais gente nessas bolhas ainda hoje e para nós é bom ver que teve gente que já saiu… isso anima e conforta…

Abração!

Latinha

19/11/2012

A coluna “F@le Comigo” foi desativada? Adoraria receber uma resposta sua! Valeu!

Flávio

20/11/2012

Pois e’, ela foi? Tbm n fui respondido, e faz pouco tempo desde que mandei a mensagem

Gabriel

29/11/2012